Não me venham com esse papo de que mulher que fala de maquiagem, bolsa, sapato e compras em geral é fútil.

Você admira uma bela mulher (e, muitas vezes, a inveja). Você deseja ter o cabelo igual ao daquela celebridade, usar a mesma cor de esmalte linda que sua amiga comprou, ter um corpão lindo e saudável. Você quer estar sempre linda, quer ser admirada, quer ser notada, quer se sentir viva. Você não está fazendo nada de errado! Você só quer estar de bem com a vida.

Sinto informar, mas não adianta sair comprando e usando tudo que vem pela frente. Você só alcança esse sentimento de bem-estar quando acorda com a cara lavada e amassada, de camisão velho e, mesmo assim, se sente linda.

Beleza é muito mais que uma pele lisa com uma maquiagem bem feita. Beleza é muito mais que cachos bem definidos e pele sem rugas. Beleza é muito mais que uma bunda no lugar e uma cintura fina. Afinal, a beleza também pode ser encontrada entre as rugas, a celulite, o cabelo despenteado.  O que é belo para mim, pode não ser belo para você. Mas o que você tem para oferecer ao mundo, tem de ser belo!

A beleza está além da aparência. Se sentir bela é estar saudável. Não falo de saúde física, falo de saúde mental. 

Nenhuma mulher, que não se ama, é totalmente feliz. Admitam! Mulheres que não se acham belas são rabugentas, reclamonas, chatas e exibem uma feiura que está além da aparência, uma feiura que todos vêem, mas ninguém sabe exatamente de onde vem.

O que fazer para se amar? O que fazer para enxergar a sua beleza através do espelho?

Não adianta investir horrores em tratamentos, plásticas, cosméticos… o problema é mais embaixo, digo, é mais profundo. O problema está onde o pincel da make não alcança, onde o creme redutor não elimina o indesejado, onde a cirurgia plástica não resolve. Está dentro da sua cabeça.

Antes de falar de produtos, beleza e saúde, esse blog fala de AMOR PRÓPRIO.

As maquiagens, os cosméticos, os produtos e os tratamentos que mostro aqui são apenas ferramentas que irão auxiliar na sua busca por esse bem-estar, mas o amor-próprio e a felicidade você só vai encontrar quando encarar o espelho, ver aquela barriguinha saliente, as rugas aparecendo, a bunda caindo e, mesmo assim, pensar: eu me amo.

Desejo que em 2011 você sigam se amando ou aprendam a se amar ;D

Beijos amadas